Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Aluguel subiu 3,16% em SP e 6,22% no Rio em 2021, aponta índice da QuintoAndar

    Pesquisa da plataforma de imóveis é referente a contratos novos

    Índice QuintoAndar mostra que alugueis voltaram a aumentar em 2021 após queda em 2020
    Índice QuintoAndar mostra que alugueis voltaram a aumentar em 2021 após queda em 2020 Diogo Moreira/MáquinaCW

    Natalia Norado CNN Brasil Business*

    Ouvir notícia

    O preço médio dos novos aluguéis residenciais registrou valorização em 2021 ante 2020. Segundo o Índice QuintoAndar de Aluguel, divulgado na sexta-feira (7), os imóveis de São Paulo registraram alta de 3,16%, enquanto no Rio de Janeiro a valorização foi de 6,22%.

    Com a pandemia afetando o setor de imóveis, 2020 registrou desvalorizações de 2% nos preços de aluguéis do Rio e 5,44% em São Paulo. Com a retomada de alguns setores da economia, os preços voltaram a subir em 2021, aponta o documento da QuintoAndar.

    O último mês de dezembro foi de valorizações nas duas capitais pesquisadas. Em São Paulo, o preço do metro quadrado subiu 1,58% em comparação com novembro, atingindo R$ 36,55/m². Enquanto a elevação no Rio de Janeiro foi de 0,78%, encerrando o ano em R$ 30,91/m².

    Segundo o Índice, os números obtidos não refletem as flutuações de preços de aluguéis em todos os bairros das capitais. Em São Paulo, a maior parte dos bairros em valorização encontram-se na Zona Leste, o principal deles é o Jardim Anália Franco, com 17,1% de valorização em 12 meses.

    Enquanto bairros das zonas Sul e Oeste, alguns pertencentes ao chamado Centro expandido, sofrem com a desvalorização dos aluguéis, como é o caso do bairro de Santo Amaro, onde o preço do metro quadrado recuou 16,1%, o pior resultado para toda a cidade.

    Na cidade do Rio de Janeiro, os bairros que mais valorizaram em 2021 estão localizados majoritariamente na zona Oeste. O principal dos dez bairros contemplados no levantamento é o Recreio, com 23,4% de valorização no ano.

    O custo do metro quadrado na região passou de R$ 20,67/m² para R$ 25,21 no último ano, segundo o QuintoAndar. Isso aconteceu principalmente por conta dos novos empreendimentos imobiliários, assim como na região do Jardim Oceânico e na Barra da Tijuca, com 19,9% e 18,2% de valorização, respectivamente.

    As zonas Sul, Norte e Central da capital fluminense abarcam os bairros que mais se desvalorizaram em 2021. Santa Tereza, na região Sul, teve um recuo no custo do metro quadrado de 15,1% em um ano. Já o Centro e Laranjeiras registraram desvalorização na ordem de 9,1% e 5,3%, respectivamente.

    *Sob supervisão de Ana Carolina Nunes

    Mais Recentes da CNN