Prime Time

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vitae sed pretium ullamcorper facilisis vitae. A eget egestas molestie mattis massa, lacus vel aliquam malesuada.

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Planos do governo desafiam as regras e provocam insegurança

    Sabemos tudo o que o governo quer fazer com o dinheiro, só não entendemos ainda da onde ele virá e a que custo

    Abertura de Mercado
    Abertura de Mercado Foto: CNN

    do CNN Brasil Business*

    Ouvir notícia

    Economistas, especialistas e jornalistas passaram a segunda-feira (9) tentando entender qual o resultado final da equação apresentada pelo governo para: criar um novo programa social, parcelar precatórios, não descumprir nenhuma regra em vigor – principalmente o teto de gastos – e ter tudo pronto a toque de caixa. É uma articulação bastante complexa.

    O resumo é o seguinte, sabemos tudo o que o governo quer fazer com o dinheiro, só não entendemos ainda da onde ele virá e a que custo.

    O plano do governo foi desenhado em forma de teia, uma ação conectada à outra. O objetivo é não comprometer de jeito nenhum a capacidade de bancar um programa social com benefício maior e para mais pessoas em ano eleitoral.

    Para sustentar isso, o governo correu pra aprovar a reforma do Imposto de Renda. Como a reforma empacou, e ainda apareceram os precatórios, a solução foi a PEC do Auxílio Brasil entregue nesta segunda.

    A medida traz mudanças de critérios e diretrizes dos benefícios, mas não estabelece como serão financiados. Espera-se por mais detalhes em uma coletiva de imprensa agendada para esta terça-feira (10) pela manhã.

    Um ponto que tem sido questionado é a troca no índice de correção dos valores, que passará a ser apenas pela Selic e, para alguns credores que têm a dívida vinculada ao IPCA, deve ter alguma perda.

    Nesta segunda-feira, a Bolsa parecia correndo por fora, ainda impactada pelos bons resultados das empresas e as notícias externas. Mas o fato de a bolsa ter subido nao significa que está tudo bem. O dólar subiu de novo, os juros futuros também, entre outras movimentações que vale a pena ficar de olho, com a percepção de risco fiscal se consolidando no país. O fundo para financiar gastos do governo é outro ponto bastante nublado que o mercado financeiro tem observado.

    Já a movimentação na Câmara continua mexendo com o mercado financeiro. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), diz que pretende, na sequência da votação sobre o voto impresso, priorizar as pautas econômicas.

    E mais uma vez os grandes bancos trazem boas notícias sobre seus lucros no segundo trimestre. Em parte por conta das provisões para a inadimplência que não se confirmaram no grau esperado, e de um aquecimento da economia. Para esta terça-feira (10) se destaca a expectativa pela divulgação do IPCA de julho.

    Neste episódio do Abertura de Mercado, a comentarista de economia da CNN Thais Herédia ouve especialistas sobre os temas que circulam por Brasília, cada vez mais quentes, além, claro, de outras questões que mexem com a economia e influenciam o mercado.

    Conheça os podcasts da CNN Brasil:

    E Tem Mais

    Abertura de Mercado

    Horário de Brasília

    CNN Mundo

    Alma do Negócio

    Entre Vozes

    5 Fatos

    Na Palma da Mari

    Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

    *Publicado por Ana Carolina Nunes

    Mais Recentes da CNN