Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Legisladores alemães pedem embargo da União Europeia ao petróleo russo

    Grupo político visitou a Ucrânia e busca aprovar medidas "o mais rápido possível"

    Campo de produção de petróleo na Rússia
    Campo de produção de petróleo na Rússia 11/03/2019REUTERS/Vasily Fedosenko

    Andreas RinkeWritingda Reuters

    Ouvir notícia

    A União Europeia deve impor um embargo ao petróleo russo o mais rápido possível, disseram os presidentes de três comitês parlamentares alemães nesta terça-feira (13) após uma visita à Ucrânia.

    O presidente do Comitê de Relações Exteriores da Alemanha, Michael Roth, disse que cortar o petróleo russo seria um sinal muito importante porque afetaria a principal fonte de renda da Rússia.

    Com o aumento das mortes de civis na Ucrânia em meio à invasão da Rússia, a Alemanha, a maior economia da Europa, está sob pressão para se livrar do gás e do petróleo russos, já que os críticos dizem que a receita fornece a Moscou fundos vitais para travar a guerra.

    A UE está elaborando propostas para um embargo de petróleo à Rússia, embora não haja acordo entre os estados-membros sobre a proibição do petróleo russo. Diplomatas da UE dizem que a Alemanha não está apoiando ativamente um embargo imediato ao petróleo russo.

    O chanceler Olaf Scholz disse que a Alemanha pode encerrar as importações de petróleo russo até o final do ano. O país já reduziu suas importações de energia, com o petróleo russo agora respondendo por 25% das importações, abaixo dos 35% antes da invasão de 24 de fevereiro.

    Roth disse que uma decisão rápida da UE pode ser combinada com uma fase de transição, como a proibição de importação de carvão russo, que entrará em vigor a partir de meados de agosto, depois que os embaixadores da UE concordaram na semana passada.

    Os comentários de Roth vieram depois que ele visitou o oeste da Ucrânia na terça-feira com dois chefes de comitês parlamentares dos partidos da coalizão governista.

    “Isso pode ser feito dentro de algumas semanas porque existem outros fornecedores”, disse Anton Hofreiter, chefe do Comitê da Europa do Bundestag, acrescentando que o período de eliminação gradual para implementar a proibição do carvão russo foi muito longo.

    No entanto, uma pesquisa publicada na quarta-feira mostrou que os alemães estão preocupados com as consequências negativas de um possível embargo de petróleo.

    Apenas 30% dos entrevistados na pesquisa do instituto Allensbach em nome do Frankfurter Allgemeine Zeitung disseram que a Alemanha deveria interromper imediatamente as importações de petróleo e gás russos para parar de financiar indiretamente a guerra da Rússia contra a Ucrânia.

    Cerca de 57% dos entrevistados disseram que a Alemanha deve continuar as importações para evitar escassez de oferta e picos de preços. Apenas 24% concordaram com a afirmação “Podemos congelar pela liberdade”.

    Mais Recentes da CNN